p6-grudinin-1

Líder do PC da Federação Russa, conclama povo a votar em Grudinin

Na véspera das eleições presidenciais na Rússia, que serão realizadas no dia 18 de março, Guennady Zyuganov, líder do Partido Comunista da Federação Russa e coordenador da campanha eleitoral, divulgou uma mensagem convocando a votar pelo candidato Pavel Grudinin, que além do apoio do PCFR tem a seu lado o movimento Frente de Esquerda, as Forças Patrióticas Nacionais da Rússia, entidade que congrega dezenas de organizações sociais, e por muitas personalidades políticas, sociais e culturais. Publicamos os melhores trechos.

Mensagem aos cidadãos russos: Meus compatriotas! Camaradas e amigos!

Por mais de vinte anos nos alimentam com contos de uma “nova” Rússia. Esse é um tempo enorme. Durante o mesmo período, os bolcheviques conseguiram criar a URSS, derrotar o analfabetismo, construir uma indústria poderosa e uma ciência de excelência, além de nos preparar para derrotar o fascismo.

Com que bagagem o atual governo veio para a eleição? Com quase metade dos russos abaixo da linha da pobreza. Com a quebra da economia nacional e a turbulência na alma. Não se encontra trabalho. O hospital e a escola não são acessíveis para os trabalhadores. Nós não só criticamos, mas também propomos, defendemos nosso próprio caminho. O caminho do desenvolvimento, o caminho da criação, o caminho do socialismo, o caminho da produção nacional.

Juntamente com o bloco das Forças de Esquerda e Patrióticas Nacionais, o PCFR apresentou o candidato presidencial Pavel Nikolayevich Grudinin, que não desistiu de sua cooperativa, o Sovkhoz que ostenta o nome de Lenin, não a vendeu tijolo por tijolo como fizeram muitos com o fim da União Soviética. Seu coletivo, na contramão do sistema que se instaurou, foi capaz de criar uma cidade de otimismo social, um lugar onde se pode viver com dignidade, trabalhar e descansar. Nós propomos utilizar essa experiência única entre as empresas nacionais para benefício de todo o país.

Há candidatos avulsos, que não têm nenhum partido, nenhuma experiência, nenhuma autoridade, que participam nas eleições para tirar votos de cidadãos desenganados e desacreditar as eleições. Os debates se transformaram em shows com escândalos de baixo calão, grosseria e xingamentos. E isso num contexto de uma crise econômica perigosa, com duras sanções e sob ameaças militares que exigem uma coesão especial da sociedade. Oligarcas, russofóbicos e anti-soviéticos contrataram palhaços políticos para desencorajar nas pessoas o desejo de participar conscientemente nas eleições.

Não há nem mesmo uma pitada de condições equitativas de luta. Contra Pavel Grudinin foi declarada uma verdadeira guerra, uma campanha desenfreada de mentiras e calúnias. Mais de 90% do que os canais de televisão divulgam sobre ele condensa um caráter de provocação. O Partido Comunista enviou para a Comissão Central Eleitoral cerca de 70 reclamações e recursos legalmente válidos. Mas nenhum deles foi avaliado quanto ao mérito.

Nesta campanha vil participam jornalistas e apresentadores de televisão. Para tudo isso, há uma resposta. O poder continua a servir os interesses da oligarquia antinacional, que capturou as riquezas do país. Não quer mudar o curso da falência. E, sem o apoio na experiência soviética e internacional para superar essa situação crítica, não poderemos sair do impasse em que afundaram o país.

O governo realmente tem medo de um candidato verdadeiramente do povo, de seu programa de desenvolvimento: “Vinte Passos para uma vida decente a cada pessoa”. Por isso, é necessário ir às urnas e votar em Pavel Grudinin para presidente. Apenas uma participação maciça e o controle rígido de todo o processo eleitoral deterá os trapaceiros, ladrões e falsários. Só assim todos juntos vamos conseguir um resultado vitorioso e sermos capazes de defendê-lo!

Cidadãos da Rússia! Coragem e justas eleições para vocês, meus queridos compatriotas!

Gennady Zyuganov, presidente do Comitê Central do Partido Comunista da Federação Russa e presidente do Conselho Supremo das Forças Patrióticas do Povo.